“Margarida a Violeta conhecia.
Uma era cega, a outra bem louca vivia.
A cega entendia o que a louca dizia
e acabou vendo o que ninguém mais via.”

 

(Clarice Lispector)

Anúncios