***

***

(…) Que a chuva que inaugura o meu dia não atrase nem intimide o sol que eu levo dentro do peito. Que a tua ausência consiga enfeitar a minha alegria com esses pedacinhos de ternuras que deixam o abraço tão mais completo. Que a tua carência floresça dentro da minha porque juntos, na mesma distância, regaremos a plantação dos novos milagres. E que o encontro do teu caminho com a minha estrada acabe eterno, mesmo que pelo amanhã não passe. Mesmo que dure só um quase, vamos tecer mais um riso e desabrochar nesse fio de tempo que tem a coragem de um instante.

(Priscila Rôde)
Anúncios